Índice PSI 20 com novas regras a partir de 2014

Alterações aumentam eficiência e atratividade do ‘benchmark’

Lisboa – 29 de Agosto de 2013– A NYSE Euronext anuncia hoje a alteração de diversas regras relacionadas com a metodologia de seleção das empresas que compõem o índice PSI 20, as quais entram em vigor em 2014, esperando que estas modificações aumentem a eficiência e atratividade deste ‘benchmark’, em benefício dos utilizadores e das empresas cotadas na Bolsa Portuguesa.

O principal objetivo das alterações apresentadas consiste em adaptar o índice de referência da Bolsa nacional à evolução da estrutura dos mercados e aos desenvolvimentos particulares do mercado português, melhorando a sua atratividade enquanto instrumento de negociação.

Foi decidido, nomeadamente, alterar o principal critério de seleção das empresas constituintes do índice para a capitalização bolsista efetivamente dispersa  (free float market capitalization), para aumentar a estabilidade do índice e lidar com a fragmentação das transações.

Outras modificações foram ainda introduzidas com o objetivo de aperfeiçoar a eficiência do índice, limitando a discricionariedade das decisões de revisão. As alterações agora introduzidas irão também contribuir para um índice mais equilibrado, reduzindo-se o peso máximo que cada título pode atingir.

Esta nova abordagem das regras do índice PSI 20 enquadra-se num processo mais amplo de revisão dos índices benchmark europeus do grupo NYSE Euronext, anunciando-se hoje também alterações às regras do índice holandês AEX.

Principais alterações às regras do Índice PSI 20

  • Seleção baseada na capitalização bolsista efetivamente dispersa (free float market capitalization)
    O critério base de seleção das empresas constituintes do índice PSI 20 foi alterado, passando do atual valor negociado em Bolsa para a capitalização bolsista efetivamente dispersa, isto é, ajustada pelo free float.  Em articulação com esta alteração, outras regras foram introduzidas ou modificadas, referentes a limites mínimos que as empresas devem cumprir para serem integradas no PSI 20 e ao número de empresas mínimo.
  • Novas regras de elegibilidade
    As empresas candidatas a integrarem o  índice PSI 20 deverão cumprir duas novas regras de elegibilidade:
  • Mínimo de €100 milhões para a capitalização bolsista efetivamente dispersa (Free float market capitalization);
  •  Mínimo de 15% de dispersão do capital (Free float)
  • Número variável de constituintes
    Devido à introdução do critério de dimensão mínimo, pode acontecer que existam  menos que 20 empresas elegíveis para integrarem o índice. No entanto, o índice PSI 20 terá sempre, pelo menos, 18 constituintes. Se necessário, e para cumprir este mínimo, poderão ser incluídas empresas com uma capitalização bolsista efetivamente dispersa inferior a €100 milhões.
  • Alteração ao limite de velocity
    O limite mínimo de liquidez também é modificado, do atual mínimo de 10% de velocity, para 25% de free float velocity. O free float velocity consiste no quociente do número de ações negociado pelo número de ações efetivamente dispersas (free float shares).
  • Peso máximo
    O peso máximo que cada constituinte pode ter na revisão anual do índice é reduzido de 15% para 12%.
  • Entrada em vigor
    As alterações referidas  terão a sua primeira aplicação na revisão anual do PSI 20, em Março de 2014.

Os detalhes completos das novas regras serão divulgados através de anúncio específico, de acordo com os procedimentos definidos.

Sobre a EuronextA Euronext é a bolsa líder na Zona Euro, cobrindo a Bélgica, França, Holanda, Irlanda, Portugal e Reino Unido. Com 1300 emitentes e uma capitalização bolsista de cerca de 3.5 biliões de euros no final de Marte de 2019, a Euronext apresenta uma representação inigualável de mais de 24 emitentes de Morningstar® Eurozone 50 Index℠, bem como uma base sólida e diversificada de clientes nacionais e internacionais. A Euronext opera mercados a contado e de derivados, regulamentados e transparentes e é o maior centro mundial de dívida e fundos cotados. A sua oferta de produtos inclui Ações, Forex, ETFs, Warrants e Certificados, Obrigações, Derivados, Mercadorias e Índices. A Euronext utiliza, também, a sua experiência na gestão de mercados, fornecendo tecnologia e serviços de gestão a terceiras entidades. Para além do seu principal mercado regulamentado, a Euronext opera ainda o Euronext GrowthTM e o Euronext AccessTM , simplificando a admissão ao mercado de capitais para as PMEs.
Siga-nos e aceda à informação mais recente através do Twitter (twitter.com/euronext) e do LinkedIn (linkedin.com/euronext).

Disclaimer
O conteúdo desta press release é unicamente informativo e não constitui uma recomendação para efectuar investimentos. O conteúdo desta publicação é prestado “como se apresenta”, sem representação ou garantia de qualquer natureza. Apesar de todo o cuidado para assegurar a exactidão do conteúdo, a Euronext não garante a sua fiabilidade ou a sua completude. A Euronext não se considera responsável por qualquer perda ou dano de qualquer natureza, resultante do uso, actuação ou confiança depositada na informação facultada. Nenhuma informação contida ou mencionada nesta publicação constitui base para a celebração de qualquer contrato. A criação de direitos e de obrigações referentes a instrumentos financeiros que são negociados nos mercados operados pelas subsidiárias da Euronext só podem resultar das regras aplicáveis ao operador de mercado em questão. A Euronext é titular de todos os direitos contidos ou relacionados com esta publicação. 

 

Este press release reporta-se, apenas, à presente data. A Euronext refere-se à Euronext N.V. e suas subsidiárias. A informação relativa às marcas e aos direitos de propriedade intelectual da Euronext consta em www.euronext.com/terms-use.

© 2019, Euronext N.V. – Todos os direitos reservados.